Informativo semanal de noticias

terça-feira, 15 de março de 2016

IGARASSU: Fiscais da CPRH vistoriam aeródromo


Inaugurado há dois anos, o aeródromo Coroa do Avião, situado na Estrada de Nova Cruz, no município de Igarassu, exerce atividades sem Licença de Operação, segundo a CPRH. Nesta terça-feira (15), fiscais da agência vão ao local. A ação foi decidida um dia após a matéria veiculada pela Folha de Pernambuco com pesquisadores da UFRPE apontar ameaça às aves migratórias que têm a Ilha da Coroa do Avião, em Itamaracá, na rota. A migração estaria sendo afetada pela presença humana e pelo barulho das aeronaves. De 17 espécies vistas, apenas 12 ainda param no banco de areia.
“Não iremos emitir a LO sem que antes a empresa entregue um estudo complementar sobre os impactos relativos à fauna, tendo em vista as particularidades da Coroa do Avião. Esse estudo, que demandará algum tempo, ainda será avaliado pela nossa equipe. O aeródromo pode ter suas atividades suspensas”, afirmou o diretor de Recursos Florestais e Biodiversidade da CPRH, Walber Santana.
O coordenador de Hangar do aeródromo, Israel Manso, não soube informar em que situação estão os trâmites com a CPRH, mas apontou pontos clandestinos no entorno, usados para o estacionamento de ultraleves. “Deveria-se ter visita da CPRH a essas pistas clandestinas que, inclusive, não são homologadas pela Agência Nacional de Aviação Civil.”
Segundo pesquisadores da UFRPE, que mantêm uma base para estudar as aves migratórias, a estrutura particular, criada para pouso e decolagem de aeronaves executivas, aumentou o fluxo de sobrevoos na Coroa do Avião, perturbando as espécies. O banco de areia é um dos principais pontos de parada desses animais, que, até então, viam na ilhota um lugar de descanso e fonte de alimento. A situação por lá é agravada também pelo turismo: as lanchas ancoram na ilhota, muitas delas com o som alto, afugentando os animais.
ZONEAMENTO - A Área de Proteção Ambiental (APA) de Santa Cruz compreende os municípios de Itamaracá, Itapissuma e parte de Goiana, mas não inclui a Ilha da Coroa do Avião.
Fonte: Folha de Pernambuco - 15/03/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário